Novas pesquisas apontam que pessoas que cresceram sob os cuidados dos pais biológicos possuem um desempenho melhor do que aquelas de famílias adotivas; mesmo estas últimos tendo uma renda maior do que os primeiros.