O mito de que os indivíduos reproduzem para perpetuar a própria espécie é bem difundido. Mas, ao que tudo indica, são os genes que se perpetuam pela reprodução -- e espécies podem não existir de verdade.